Mermão, uma ixkol ae!


08/10/2010


 
 

Isso que eu chamo de autentico...

 

Recebi isto de uma amiga que trabalha com RH e ela me garantiu que este Currículo foi realmente enviado para algumas empresas. Eu chorei de rir...

 

 



*APRESENTAÇÃO PESSOAL* *


*MEU NOME?*


Lucas Lopes Batista – 23 anos. Não vou colocar meu cpf porque agora virou moda pedir cpf, meu nome está no SPC, mas não é porque sou caloteiro é porque estou com um débito alto da faculdade e estou sem grana para pagar. Agora se vocês me derem a oportunidade de trabalho com certeza pagarei mais rápido.


ENDEREÇO?


Eu moro no bairro de Nazaré – Salvador/ Ba. Não preciso mencionar a rua, pois acredito que no momento vocês não virão me visitar e nem me enviarão correspondências.

 


CONTATO


É, o telefone eu posso dar caso vocês queiram me ligar pra marcar uma entrevista. 8178-9515.




FORMAÇÃO ACADÊMICA


Estava cursando Produção Editorial na Hélio Rocha. Tranquei por problemas técnicos (no bolso), pretendo resolver o mais rápido possível para voltar logo!



*EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL*



A minha é grande! (Para quem tem 23 anos) Estagiei na *Petrobrás Distribuidora S/A*. em 2001. Assim que sai de lá fui trabalhar numa locadora de filmes na graça. Fiquei dois meses porque *A Fórmula* uma empresa maior (e melhor) me chamou, comecei lá em 2002 sai em 2005 foi a empresa que durei mais. Era muito boa, lá eu aprendi melhor relacionamento humano, como lidar com colegas de trabalho, infelizmente o meu horário de trabalho estava atrapalhando na faculdade. (Uma pena, mas a fila anda). Coincidiu que no mesmo mês a *Atento (Vivo)* me chamou e eram 6 horas, não atrapalhava na faculdade. Achei que lá era o Paraíso Tropical, mas de Paraíso não tinha nada. Era um trabalho chato e estressante. (Eu sou agitado, apesar de não parecer) detesto ficar sentado muito tempo. Depois de um ano quebrei as correntes da escravidão e fui pra uma locadora falida lá em Vilas do Atlântico *(Vídeo Vilas)*. Lá eram 5 horas e pagava legal, mas como felicidade de pobre dura pouco; eu tinha um chefe-infernal (Estilo Meryl Streep em "O Diabo Veste Prada") agüentei seis meses e pedi pra sair. Depois de três meses na dança-do-desempregad o fui dar aulas de informática no *colégio Mundial* (Vila Laura) lá era tudo ótimo, chefe, colegas, alunos, só que como nada é perfeito o salário não era lá uma Brastemp.Quando estava me acostumado com o lugar a empresa *Politec* que presta serviços pra Caixa me chamou pra seleção e blá, blá, blá. O salário era melhor e como a grana fala mais alto (ou melhor gritaaaaa!) pedi pra sair do colégio com o broken heart, mas fazer o quê? É a vida é bonita e é bonita...Viver e não ter a vergonha de ser feliz. Agora estou aqui sendo sincero com vocês sabendo que meu New Currículo vai parar na próxima lixeira, eu sei que esta empresa só emprega lixo e eu sou o bom, eu sou o cara, basta ver meu currículo, em todos os casos, caso mude de idéia é só ligar..


INDIOMA

Antes eu mentia coloca no currículo que tinha Inglês – fluente e Espanhol - básico Tudo balela! Em Inglês, só sei What´s your name, How are you e etc. Aliás, não sei pra que pedem inglês no currículo, sei da importância de possuir um Idioma e pretendo aprender o inglês e outra língua que puder, mas realmente inglês para exercer funções simples é desnecessário, aqui na Bahia tem mesmo é que saber o ó xenti que o nosso be a bá.



CURSOS

Tenho os cursos básicos de: capoeira, empacotador, tele-marketing, informática (sem o tal de Windows e Excel), atendimento a clientes e vendas, relacionamento humano, comédia corporativa e estou me escrevendo para um curso de acarajé (ninguém sabe do futuro né?).


TALENTOS


Não é querendo me gabar, mas é o que eu possuo de melhor, infelizmente nos cargos que ocupei não tive a oportunidade de mostrar meus talentos. Só na A Fórmula que tive a oportunidade de organizar alguns eventos e mostrar um pouco minhas facetas, um dia ainda vou estar na Globo.


Obs: A iniciativa de criar este currículo foi para inovar, porque assim vocês ficam me conhecendo melhor e evitam o transtorno de me chamar para uma entrevista e fazer eu gastar R$ 4,00 de transporte e me reprovarem numa dinâmica de gente, poupa meu bolso e poupa o tempo de vocês. E tem mais! Este currículo é só para pessoas dinâmicas e com a cabeça aberta , papo cabeça, cabeça feita meu rei, se você for antiquado (a), museu, tiver alma de "velho" com certeza jogará este currículo na lixeira. Mas estará perdendo a grande oportunidade de me conhecer e de repente a grande chance de ter o melhor funcionário da Bahia! Desde já agradeço a atenção.



ASSINADO



Lucas "o bom"

Categoria: Causos
Escrito por Ixkol às 15h21
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 
 

Volkswagem e a lata para reciclagem de carros

 

Eu sou um verdadeiro "denfensor da marca" Volkswagem. E viajando pela web encontrei esta promoção para o VW Polo e não podia deixar de comentar aqui. 

 

 

Embarcando na necessidade mundial de recilcar e salvar o planeta, a montadora colocou uma lata reciclável de carros ao lado das já conhecidas latas de lixo seletivo para a divulgação do novo Polo que é produzido com 95% de materiais recicláveis.  Criaçao da DDB da Alemanha.

 

 

Categoria: Marketing & Publicidade
Escrito por Ixkol às 12h53
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

07/10/2010


 
 

Comer, Rezar, Amar, Mudar, Aprender

 

Os planos eram comuns. Um casamento, uma casa com jardim e decorada com móveis de demolição, um espaço para meditações, rezas, relaxamento e alongamento, algumas crianças e animais, bons amigos, boa comida, fotos e lembranças de viagens, uma carreira bem-sucedida, um bom carro na garagem. Muitos passos desta longa jornada já foram dados em direção ao objetivo. Mesmo sacrificando alguns aspectos da vida, mesmo infeliz em outros. Mas,como se diz, o Universo conspira a nosso favor. E se a gente continua nos mesmos erros, ele vêm e torna tudo um caos. Um caos para nos forçar em direção à evolução.

 

Muitas vezes quando estamos no meio de um caos, no olho de um furacão, nós temos a tendência natural  - e humana - de reclamar, de não compreender. Mas passado o caos, compreendemos que o Universo estava nos forçando a sair de nossa zona de conforto. E as vezes ( muuuitas vezes), a zona de conforto é continuar no conflito, na dor, na solidão, na infelicidade, no trabalho chato, nos relacionamentos destrutivos, nos vícios, na loucura...

 

Os anos de 2009 e 2010 serviram para me fazer relembrar e reacreditar nisto. Foram anos de caos absoluto, mesmo assim eu continuava lá, na minha zona de conforto:

 

1) Um trabalho que me sugou horas e horas. Trabalhei feriados prolongados, carnavais, natais e viradas de ano, dias de festas de família, dias santos, dias de shows que gostaria de ter ido, sabados e domingos e muitas, muitas madrugadas. Eu me prendia na ilusão de que ganhava um bom salário, já que pagava minhas contas, meus caprichos e ainda sobrava um pouco, nos amigos que fiz lá e de certa forma por gostar do que fazia. Mas eu não estava feliz. Fui empurrando com a barriga, eu precisava pagar meu aluguel e principalmente: minha faculdade. Até que um dia percebi que estava sem vida social, stressado e doente.

 

2) Um relacionamento destrutivo, com uma pessoa que eu não amava, não achava bonita, não admirava, não era inteligente, não era elegante (em todos os sentidos), fodia mal, com sérios problemas psicológicos e sociais, controladora, mentirosa,  pobre de cultura, de planos, de grana, de projetos, de tudo! Mesmo assim eu continuei no relacionamento, na minha zona de conforto, por um ano. Eu me prendia na ilusão de ruim com ela, pior sem ela.

 

3) Uma faculdade que exigia muito de mim. Na verdade eu mesmo me exigia o máximo. Muitos livros, muitos sites relacionados com a temática, fazer - e bem feito - todos os trabalhos solicitados, tirar boas notas em todas as provas, cumprir o cronograma da grade fornecido pela universidade, manter o meu CR um dos maiores da turma e manter o objetivo de conseguir me formar no primeiro semestre de 2010.

 

Tudo isso acompanhado de mudanças drásticas na empresa, final do contrato do meu aluguel, problemas com documentação no Detran, problemas de saúde do meu cachorro, e muitas vezes sem tempo para relaxar, para viajar ou para curtir boas companhias. Mesmo assim eu não continuava lá. Tinha medo de mudar, não queria sair da minha zona de conforto, mesmo ouvindo a voz da Divina Providência (nossa intuição é o numero de celular entre Deus e nós) me dizendo que eu devia mudar. E não mudei.

 

E o Universo, sábio como só ele, me colocou de cama. Eu simplesmente adoeci. E a coisa foi séria. Milhões de exames: Hepatite, Diabetes, HIV, Fezes, Endoscopia, Colonoscopia e nada. “Como nada?”, “Nada meu filho, vc não tem nada.” Minha mãe dava graças a Deus e eu preocupado. “Não pode ser, tem que ter alguma coisa...” Os meses de maio e julho foram os piores da minha vida. Eu que tenho uma saúde de ferro, nem gripe pego, estava de cama, 17 ks mais magro e os exames diziam que eu não tinha nada. “ Isso é stress. Vc precisa relaxar um pouco. Fique um tempo sem ir trabalhar, sem ir pra faculdade, dê um tempo pra você.” Foi a solução que o Universo me deu. Praticamente 2 meses de molho e recebendo o carinho de gente importante na minha vida e a força necessária para realizar as mudanças que eu precisava. Retomar minha saúde. Eliminar de uma vez por todas qualquer influencia daquele relacionamento doentio. Sair do meu emprego. Concluir minha graduação. Começar outros 3 cursos. Voltar para a academia. Redecorar meu apartamento. Viajar. Me fortalecer espiritualmente.  Passados 3 meses de recuperação, as pessoas que me encontram hoje me perguntam o que aconteceu. Pq estou mais bonito, mais forte, mais alegre? Eu só sorrio, mas sei que o motivo foi o empurrãozinho que o Universo meu deu, junto com os novos sonhos, as novas expectativas, o friozinho na barriga que vem com os novos acontecimentos, o brilho nos olhos por começar um novo relacionamento - saudável, novas propostas de trabalho, novas realizações e conquistas. E principalmente: saber que sou amado e querido por tanta gente!

 

Tudo isso para concretizar que após a tempestade vem a bonança.

 

 

Aí, de repente eu me vejo numa sala de cinema vendo um filme baseado na historia de uma mulher que tinha tudo que uma mulher moderna deve sonhar em ter: um marido, uma casa, uma carreira bem sucedida. Mas, mesmo assim, ela não está feliz. Decice pelo divórcio, sai da zona de conforto, arrisca tudo para mudar sua vida e  embarca em uma jornada pelo mundo que evolui para uma busca pelo autoconhecimento: o prazer pela comida, pela estrada, novas amizades, o prazer de não fazer nada – dolce far niente, ajudar o próximo, o poder da fé, a paz interior e o equilíbrio de um relacionamento saudável.

 

E quando o filme acaba sinto uma estranha sensação de leveza. Uma estranha sensação de que estou no caminho certo...

 

Categoria: Momentos Filosóficos
Escrito por Ixkol às 15h43
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 
 

Só mais 5 minutinhos

Trabalhando em escala de plantão, meus horários sempre mudavam. Ultimamente eu tinha que estar no meu posto de trabalho às 6 da manhã. Isso mesmo que vc leu: 6 horas da manhã!!! Minha sorte que de carro eu gastava 5 minutos pra chegar.

O problema que eu tenho todo um ritual para sair de casa. Não consigo sair sem tomar banho, escovar os dentes, pentear cabelo, desodorante, perfume, lentes corretivas, roupa, mochila, calçado, celular e blá blá blá. Só não tomava café, deixava pra tomar lá no trabalho mesmo. Daí que eu colocava o celular pra tocar às 5 para cumprir o clássico “só mais 5 minutinhos”, coisa que eu apertava a tecla “soneca” umas 7588412258896 vezes... Quando não, desligava o despertador, virava pro lado e dizia: “só mais um pouquinho...”  E quando via estava mega-super-ultra atrasado e que os 5 minutinhos ou o mais um pouquinho tinham se transformado em minutaaaços. Não era sempre, mas aconteceram algumas vezes.

Certa vez levantei pra mijar. Não olhei pro celular para não saber o quanto faltava para às 5. Mijei e voltei para a cama e absoluta e sincronizadamente o despertador tocou. “Puta que pariu, já são 5 horas?” Como eu já estava acordado, desliguei o soneca e fechei os olhos. Quando os reabri, o quarto estava iluminadíssimo, pensei: “fudeu!” E minha intuição não falhou. Já eram 6:48!!! Sem pensar ½ vez dei um salto da cama e em 7 minutos eu estava sentado na minha mesa.

 

“Bom dia, bom dia, bom dia...” Com a cara mais sínica do mundo e 55 minutos atrasado.

“Bom dia. Caraca Douglas, o que aconteceu? Foi atropelado?! Ta passando mal? Quer ir embora?”

“Pq?”

“Da uma olhada lá no espelho.”

Cara inchada, marquinhas do travesseiro no rosto,  descabelado, roupa amarrotada (e repetida do dia anterior – foi a primeira que encontrei pela frente) e celular esquecido em casa.

“Pois é cara. Eu fui atropelado mesmo.”

“Caralho! Sério?!”

“Serinho!”

“Mas aonde? Tu anotou a placa? O cara não te socorreu?”

“Anotei pô! A placa era SONECA/E61i-Nokia.”

 

Quem diabos inventou essa parada de “soneca”? Pelo amor de Deus! E pelo visto eu não sou a única vítima desta tecla do mal. Criaram um travesseiro que treme todo para fazer o dorminhoco acordar na hora certa. Basta puxar a etiquetinha na lateral para selecionar a hora de despertar. Mas mermão, na boa! O que é pior, acordar com o pI-pi-pi infernal ou sua cabeça sendo chacoalhada?

 

 

 

 

Categoria: Causos
Escrito por Ixkol às 13h25
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 
 

Novo Seguro Itaú Vida (DM9)

 

 

 

 

 

'Você nao pode impedir que ela tenha medo do escuro. Você nao pode impedir que ela caia da bicicleta. Você nao pode impedir que ela tenha espinhas. Você não pode impedir que ela vá mal na escola. Você não pode impedir que ela não saiba que faculdade escolher. Você não pode impedir que ela chore por amor. Você não pode impedir que ela fique sem seu colo um dia. Mas você pode garantir que ela passe por tudo com mais segurança'

 

Categoria: Marketing & Publicidade
Escrito por Ixkol às 12h27
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 
 

Só o Ôme

Noriel Vilela

 

 

 

 

 

Ah mô fio do jeito que suncê tá
Só o ôme é que pode ti ajudá
Ah mô fio do jeito que suncê tá
Só o ôme é que pode ti ajudá

Suncê compra um garrafa de marafo
Marafo que eu vai dizê o nome
Meia noite suncê na incruziada
Distampa a garrafa e chama o ôme
O galo vai cantá suncê escuta
Rêia tudo no chão que tá na hora
E se guáda noturno vem chegando
Suncê óia pa ele que ele vai andando

Ah mô fio do jeito que suncê tá
Só o ôme é que pode ti ajudá
Ah mô fio do jeito que suncê tá
Só o ôme é que pode ti ajudá

Eu estou ensinando isso a suncê
Mas suncê num tem sido muito bão
Tem sido mau fio mau marido
Inda puxa saco di patrão
Fez candonga di cumpanheiro seu
Ele botou feitiço em suncê
Agora só o ôme à meia noite
É que seu caso pode resolvê

 

 



Categoria: Cultura Popular
Escrito por Ixkol às 11h59
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

05/10/2010


 
 

 

Quem acompanha meu blog sabe o quão dançarino eu sou. Coisa de família... O moleque acabou de chegar e já da um show de samba - puxou o tio aqui!

 

 

 

Categoria: Causos
Escrito por Ixkol às 18h48
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]
 

Perfil



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, SANTA TERESA, Homem, de 26 a 35 anos, Portuguese, Sexo, Dinheiro, Ócio
MSN - dogagentil@hotmail.com

Histórico